Google+








.

Colheita de jabuticaba vira atração turística em Ariquemes, RO

Turistas visitam a produção e degustam a jabuticaba ainda no pé. Propriedade é a única da região que produz a fruta em grande escala.

Produtor colhe mais de 14 toneladas de jabuticaba todos os anos

Todos os anos, de agosto a setembro, o produtor Osvaldo Martins de Carvalho, de Ariquemes (RO), a cerca de 200 quilômetros de Porto Velho (RO), colhe mais de 14 toneladas de jabuticaba em sua propriedade rural. Além de vender a produção a supermercados, o negócio agora é voltado também para turistas, que querem conhecer de perto a colheita da fruta. De acordo com a prefeitura, a propriedade é a única da região que produz jabuticaba em grande escala.
Em 1991, o produtor começou a investir na cultura da fruta. São 180 pés de jabuticaba plantados em cerca de um hectare. Conforme Osvaldo, cada árvore produz em média 80 quilos da fruta. A plantação começa a ser cultivada antes do período da chuva, por meio de irrigação. “Se a gente esperar a chuva, os pés produzem tudo de uma vez e perdemos boa parte da colheita”, explica.
O motorista Vilson de Almeida conheceu a propriedade e quer voltar outras vezes com a família. Já o funcionário público Daniel da Silva ficou entusiasmado com a produção. “Nunca tinha visto um pé tão carregado de jabuticaba. É muita fruta. A gente vê que é um lugar bem cuidado. Vou levar alguns quilos para casa”, conclui.
A fruta é vendida in natura. Ao contrário do cultivo, que não exige muitos cuidados, a colheita é delicada. É necessário fazer a captação da fruta em pacotes de um quilo, para que ela não perca a qualidade. No entanto, os turistas não se importam com o trabalho. Devido à beleza das árvores, os visitantes tiram fotos e degustam a fruta ainda no pé. Cada quilo de jabuticaba é vendido por R$ 5.


Fonte: G1 - Rondônia
Disponível em: http://g1.globo.com/ro/rondonia/noticia/2014/08/colheita-de-jabuticaba-vira-atracao-turistica-em-ariquemes-ro.html

DNOCS e Banco Mundial se reúnem para definir projetos em três Perímetros Irrigados cearenses

Nesta quarta-feira (20/08), o diretor de Desenvolvimento Tecnológico e Produção, Laucimar Loiola, e técnicos da Coordenadoria de Tecnologia e Operações Agrícolas (CTA) do DNOCS receberam o consultor do Banco Mundial (BM), Octávio Damiani, para uma reunião que serviu como ponta pé inicial para uma possível parceria entre o órgão e a instituição financeira.
No encontro, proposto por Damiani, foi discutido problemas referentes às ocupações das agrovilas dos Perímetros Irrigados administrados pelo DNOCS, com foco principal em três deles – Icó- Lima Campos, Morada Nova, Tabuleiros de Russas. A intenção do consultor do BM é realizar um trabalho de campo para conhecer problemas como irregularidades fundiárias e acesso a serviços públicos.
Este trabalho já vem sendo desenvolvido por Damiani no Perímetro Irrigado de Senador Nilo Coelho, em Petrolina-PE. No caso dos perímetros cearenses, o consultor realizará visitas para definir um paralelo entre o projeto pernambucano com o objetivo de avaliar a realidade dessas três agrovilas e desenvolver melhorias nos locais.
Em abril deste ano, Damiani esteve na sede do DNOCS para uma reunião preliminar e agora retornou para agendar as visitas. Nesta quinta-feira (21/08) ele conhecerá o Perímetro de Icó-Lima Campos e Morada Nova. Na sexta-feira (22/08), pela manhã, será a vez de Tabuleiros de Russas. No mesmo dia, à tarde, a equipe formada pelo consultor e dois técnicos do DNOCS retornará a Fortaleza para uma reunião, objetivando expor as experiências vivenciadas na visita e definir planejamento.


Fonte: DNOCS

Secretaria Nacional de Irrigação participa de congresso sobre irrigação e drenagem

O Ministério da Integração Nacional, por meio da Secretaria Nacional de Irrigação (SENIR), participará do XXIV Congresso Nacional de Irrigação e Drenagem (Conird), que vai tratar sobre a reserva e a alocação das águas para a agricultura irrigada. O evento será realizado entre os dias 7 e 12 de setembro, em Brasília.
A SENIR irá coordenar oficinas técnicas durante o congresso com a finalidade de discutir os impactos da regulamentação da Política Nacional de Irrigação; as experiências de Minas Gerais, do Rio Grande do Sul e do Distrito Federal na elaboração e implementação dos Planos Diretores Estaduais de Agricultura Irrigada; e discussão sobre a utilidade pública e o interesse social da preservação de água para o setor.


Fonte: Ministério da Integração Nacional

ShareThis

Translate/Traduzir/Traducir/ترجم/翻譯/Übersetzen/Traduire/नुवाद करना/Tradurre/переводить/לתרגם

Últimas postagens

Postagens populares